Notícias

1º MAIO

1º MAIO!!!
O dia de hoje é celebrado em parte para homenagear os homens e mulheres que faleceram em lutas pela defesa dos direitos dos trabalhadores mas também para relembrar que esta é uma luta sem fim e ainda há muito trabalho a fazer.

Estamos em pleno século XXI e continuamos a assistir a um  desrespeito sistémico pelos direitos dos trabalhadores, direitos consagrados em lei, quer no Código do Trabalho (CT) quer no Contrato Coletivo de Trabalho (CCTV).
Não é pago o trabalho suplementar em dias de descanso semanal e feriados, não são respeitadas as folgas a que os motoristas têm direito e mais recentemente esta ideia peregrina de que o horário de trabalho de um motorista são as "amplitudes" permitidas pelos regulamentos europeus, estamos a falar de jornadas de trabalho que vão de 13 a 15 horas diárias.
Felizmente não acontece em todas as empresas mas temos que abordar esta questão neste dia emblemático para a defesa dos direitos dos trabalhadores, os motoristas são trabalhadores como todos os outros, não fazem parte de um grupo a quem possa ser retirado o direito ao descanso, o direito ao lazer e á família.
Basta de fazer depender a rentabilidade de muitas empresas do sector nas muitas horas ao serviço dos motoristas, basta de sonegar direitos e fazer verdadeiros roubos na retribuição dos motoristas!

Há de facto empresas que cumprem e respeitam os direitos dos motoristas e a pergunta é, se uns conseguem porque é que os outros não?
Diz-nos a experiência que a maioria das empresas que não cumprem, usam essa vantagem para baixar preços, para concorrer de forma desleal com as empresas que cumprem.
Depois também há ainda aqueles patrões que acham que por serem patrões têm que ganhar muito dinheiro, mesmo que para isso tenham que roubar aos seus trabalhadores.
Essas empresas que nós por cá chamamos de "🦆 bravos", só estão a destruir o mercado onde pretendemos todos ganhar a vida, é preciso dizer BASTA e todos os motoristas têm a obrigação de defender os seus direitos, de nada serve teres os direitos no papel se depois não os fazes respeitar!
De nada serve ter os direitos consagrados em lei se depois a sonegação desses direitos apenas serve para a concorrência desleal entre empresas e até entre motoristas!
Sabemos o quanto esta luta por vezes pode parecer muito desigual, que muitas vezes os "🦆 bravos" gostam de exercer o seu poder, como se fossem verdadeiros amos e os motoristas seus servos e isso só se combate com coragem para defender o que é nosso, com conhecimento profundo dos direitos e deveres de cada um, mas acima de tudo com UNIÃO e SOLIDARIEDADE entre os motoristas.

O SIMM tem feito inúmeras denúncias com pedido de ação inspetiva á ACT, com resultados, temos enviado cartas às empresas numa política de informação e prevenção de conflitos, participámos ativamente na lei das cargas e descargas e estamos na mesa da negociação coletiva em busca de um CCTV mais justo.

De 1999 a 2018 o sector esteve estagnado, tinhamos um CCTV que ninguém cumpria e era um bom CCTV. O SIMM nasceu em 2015 e as suas primeiras ações foram no sentido de o fazer cumprir.
Em 2018 sofremos um rude golpe com a revisão global desse CCTV sem que a ANTRAM tivesse ouvido as nossas pretensões, daí para cá a nossa luta tem sido repor esses direitos e continuar a valorizar os motoristas de mercadorias, para isso precisamos de ti, para fazeres cumprir e respeitar os teus direitos, para juntares a tua força á nossa, só juntos conseguiremos dar a volta a isto.

A nossa/vossa força está na união e na vontade do coletivo.
Nunca todos vão conseguir tudo, mas seguramente vamos conseguir muito mais se todos estivermos empenhados e unidos em busca de um futuro melhor para a profissão e para nós próprios.
Não te esqueças que no SIMM somos todos motoristas como tu, passamos pelas mesmas dificuldades do que tu e se estamos no sindicalismo é porque queremos o mesmo que tu!

Criado por Joaquim Filipe a

Contactos

Tem alguma dúvida? Entre em contacto connosco, estamos aqui para o ajudar a qualquer momento.

Associados

Ja é associado e necessita de ajuda? Utilize os seguintes contactos para um ajuda mais rápida.